Applicability of S R Ranganathan’s Theory of Faceted Classification for Knowledge Management in Digital Environments

Carolina Ferreira Ana, Benildes Coura Moreira dos Santos Maculan, Madalena Martins Lopes Naves

Abstract


The study contextualizes Ranganathan’s main theoretical contributions to the classification theory and addresses the Five Laws of Library Science. The major milestones in philosophical and bibliographic classifications are presented to show that the classification system has evolved from purely philosophical schemes, which were focused on the systematization of knowledge, into modern bibliographic classification systems. Facet analysis is considered a contribution to the classification process since it allows the use of an approach that encompasses different points of view of the same subject, as opposed to the enumerative systems. This article also discusses Ranganathan’s five fundamental categories, known as Personality, Matter, Energy, Space and Time, and points out to criticism of this form of categorization in the literature. The Spiral of Scientific Method and the Spiral Model of Development of subjects are presented; the latter is the meta-model of the former. The Colon Classification, which was first published in 1933 and the applicability of the faceted classification in today’s world are addressed.


Keywords


Keywords: S R Ranganathan, Classification, Colon Classification, analytical Synthetic Classification Scheme, Knowledge Management, Fundamental Categories, Facet Analysis

Full Text:

PDF

References


Alvarenga, L (2003). Representação do Conhecimento na PerspecTiva da Ciência da Informação em Tempo e Espaço Digitais. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, 8 (1).

Araújo, C. A. A (2005). Análise Temática da Produção Científica em Comunicação mo Brasil Baseada em um Sistema Classificatório Facetado. 2005. 427f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

Barbosa, A. P (1969). Teoria e prática dos sistemas de classificação bibliográfica. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Bibliografia e Documentação, 1969.

Blackburn, S (1997). Dicionário Oxford de filosofia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

Broughton, V (2002). Facet analytical theory as a basis for a knowledge organization tool in a subject portal. In: López-Huertas, M. J. (Ed.). Challenges in knowledge representation and organization for the 21st century. Granada: UCL, 2002. Available from: . Cit: Feb. 9, 2016.

Broughton, V (2006). The need for a faceted classification as the basis of all methods of information retrieval. Aslib Proceedings, 58 (1/2), p. 49-72, Available from: . Cited: Feb. 9, 2016.

Campos, A. T. O processo classificatório como fundamento das linguagens de indexação. Revista de Biblioteconomia de Brasília, v. 6, n. 1, p. 1-8, 1978.

Campos, M. L. A. Linguagem documentária: teorias que fundamentam sua elaboração. Rio de Janeiro: Eduff, 2001. p. 27-58.

Campos, M. L. A.; Gomes, H. E (2005). Princípios de organização e representação do conhecimento na construção de hiperdocumentos. DataGramaZero: Revista de Ciência da Informação, 6 (6), 2005. Available from: . Accessed on: 9 February. 2016.

Campos, M. L. A.; Gomes, H. E. Organização de domínios de conhecimento e os princípios ranganathianos. Perspectivas em Ciência da Informação, 8 (2) p. 150-163, 2003.

Costa, L. S. F (2010). Aproximações teórico-conceituais entre as categorias de Ranganathan, o discurso retórico e a narrativa literária. Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, 3 (1), p. 169-184, 2010.

Dahlberg, I (1972). Teoria da classificação, ontem e hoje. In: Conferência Brasileira de Classificação Bibliográfica, 1972, Rio de Janeiro. Anais... Brasília: IBICT/ ABDF, 1979. 1(1), p. 352-370. Available from . Accessed on: 27 February. 2016.

Figueiredo, N. M. A 91992) Modernidade Das Cinco Leis de Ranganathan. Ciência da Informação, 21 (3), p. 186-191, 1992.

Foskett, A. C (1973). A Abordagem Temática da Informação. São Paulo: Polígono, 1973.

Gomes, H. E.; Motta, D. F.; Campos, M. L 92006). A (2006). Revisitando Ranganathan: A Classificação Na Rede. Rio de Janeiro: BITI, 2006. Available from: . Accessed on: 9 February. 2016.

IBICT (1997). Classificação Decimal Universal: Edição-Padrão Internacional Em Língua Portuguesa. Parte 1: Tabelas Sistemáticas. Brasília: IBICT.

Jacob, E. K.; Albrechtsen, H (1998). When essence becomes function: Post-structuralist implications for an ecological theory of organizational classification systems. In: International Conference On Research In Information Needs, Seeking And Use In Different Contexts Wilson, 2., 1998, Sheffield. Proceedings... London, Taylor Graham Publishing, 1999. p. 519-534. Available from: . Cited: Feb. 29, 2016.

Kobashi, N. Y.; Fernandes, J. C (2009). Pragmática linguística e organização da informação. In: Encontro Nacional De Pesquisa Em Ciência Da Informação, 10., 2009, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Ancib, 2009. V 1.

Lalande, A (1993). Vocabulário técnico e crítico da Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

Lancaster, F. W (1993). Indexação e resumos: teoria e prática. Brasília: Briquet de Lemos, 1993.

Leise, F (2008). Using faceted classification to assist indexing. Chicago: Contextual Analysis, 2008. Accesed at: . Cited: February. 9, 2016.

Lima, G. A. B. O (2004). Mapa hipertextual (MHTX): um modelo para organização hipertextual de documentos. 2004. 207f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2004a.

Lima, G. A. B. O (2004). O Modelo Simplificado Para Análise Facetada de Spiteri a Partir de Ranganathan e do Classification Research Group (CRG). Información, Cultura y Sociedad, n. 1, p. 57-72, 2004b.

Maculan, B. C. M. S (2011). Taxonomia facetada navegacional: construção a partir de uma matriz categorial para trabalhos acadêmicos. 2011. 191f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2011.

Mendes, E. B. M (1995). Visão panorâmica dos principais sistemas de classificação bibliográfica. Campinas: PUCCAMP..

Moraes, A. F (2010). Uma terminologia sobre suicídio. DataGramaZero: Revista de Ciência da Informação, v. 11, n. 4, 2010. Available from: . Accessed on: 9 February. 2016.

Naves, M. M. L (2006). A importância de Ranganathan para a organização do conhecimento. In: NAVES, M. M. L.; KURAMOTO, H. (Org.). Organização da informação: princípios e tendências. Brasília: Briquet de Lemos, 2006. p. 36-45.

Noruzi, A (2005). Aplicação das leis de Ranganathan na Web. Rio de Janeiro: ExtraLibris, 2005. Available from: . Accessed on: 1 maio 2011.

Piedade, M. A. R (1977). Introdução à teoria da classificação. Rio de Janeiro: Interciência.

Ranganathan, S. R (1960). Colon Classification: Basic Classification. Bombay: Madras Library Association Publication, 1960.

Ranganathan, S. R (2004). Shiyali Ramamrita Ranganathan: publications. Canada: UBC, 2004. Available from: . Cited: Mar. 27, 2011.

Sepúlveda, F. F. M. A Gênese Do Pensar de Ranganathan: Um Olhar Sobre As Culturas Que O Influenciaram. Rio de Janeiro: Conexão Rio, 1996. Available from: . Accessed on: 9 February. 2016.

Silva, M. B.; Neves, D. A. B (2012). Prototipagem de Banco De Dados: O Uso Da Teoria Da Classificação Facetada Na Modelagem de Dados. Pesquisa Brasileira Em Ciência Da Informação, 5(1), 2012. Available from: . Accessed on: 13 February. 2016.

Silva, M. F.; Lima, G. A. B. O. Avaliação de Usabilidade Em Interface de Busca Com Navegação Facetada E Busca Por Palavra-Chave. Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, 8(1) Available from: < http://inseer.ibict.br/ancib/ index.php/tpbci/article/viewFile/190/237>. Accessed on: 14 February. 2016.

Srivastava, A. P. Lasting impact of Ranganathan. Annais of Library Science and Documentation, 39(2) p.34-37, 1992. Available from: . Cited: Mar. 10, 2017.

Tristão, A. M. D (2005). Classificação Da Informação Na Indústria Da Construção Civil: Uma Aplicação Em Placas Cerâmicas Para Revestimento. 2005. 269f. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis..

Vicentini, A. L. C (1972). Ranganathan: filósofo da classificação, cientista da Biblioteconomia. Ciência da Informação, 1(2), p. 113-114, 1972.

Vickery, B. C (1980). Classificação E Indexação Nas Ciências. Rio de Janeiro: Brasilart, 1980.

This paper is published under Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0) and appropriate credit is provided above. inlt minor alterations were made by the editors of Informatics Studies.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Print Version ISSN: 2320-530X (Application for ISSN Online Version Pending)